Quarta-feira, 9 de Maio de 2007

Noite do Zeca na ESGP

Nas terras frias de Aveiro
Nas ondas quentes africanas
Deambula o homem herdeiro
De um país entre cabanas
 
Entre fardas desusadas
Muitas canções, muito fado
Voou entre pássaros e asas
Dos que deixavam este lado
 
E o Zeca de partido liberdades
Que espalhou palavras no breu
Deu apoio, criou vontades, amizades
Fez fogo fulgente farpas e céu
 
Tudo acaba, tão somente
A vida, o sonho e o sono
Fica o alegre já simplesmente
E uma balada de Outono:

Uma noite um adeus sono vazio
águas das fontes choupos laranjais
as palavras levadas pelo rio
ó ribeiras chorai não mais não mais.
 
Ó ribeiras calai-vos anjo negro
cavaleiros vampiros rosa fria.
As palavras caíam no Mondego
era Outono e só ele se despedia.

Partir para Marrocos ou Turquia
embarcar na falua de Istambul
dobrar o cabo da melancolia
partir partir partir mais para o sul.

Ouve lá Zeca Afonso: e a cantoria?
- Preciso de partir para outro fado.
E havia em sua voz o que só havia
do outro lado.

Havia Bensafrim e a hospedaria
Um redondo vocábulo e um sino.
As bruxas. Mafarricos. Alquimia
para mudar o canto e o destino.

Por isso aquela noite sem saber
era outra a canção que lhe nascia.
Havia em sua voz uma estátua a arder
e Grândola era o país que não havia.

O calor de mais cinco e amizade.
S. Francisco de Assis: voz companheira
para levar aos pobres da cidade
uma canção à sombra da azinheira:
 
 
Grândola, vila morena
Terra da fraternidade
O povo é quem mais ordena
Dentro de ti, ó cidade

Dentro de ti, ó cidade
O povo é quem mais ordena
Terra da fraternidade
Grândola, vila morena

Em cada esquina um amigo
Em cada rosto igualdade
Grândola, vila morena
Terra da fraternidade

Terra da fraternidade
Grândola, vila morena
Em cada rosto igualdade
O povo é quem mais ordena

À sombra duma azinheira
Que já não sabia a idade
Jurei ter por companheira
Grândola a tua vontade
 
E para que esta merda de censura acabe:
Viva Zeca Afonso
Sempre Liberdade.
 

publicado por Piteira às 16:14
| Comentar | Adicionar aos favoritos
|
3 comentários:
De Fátima Faria a 9 de Maio de 2007 às 17:51
Fantástico!


De Conversas Trocadas a 9 de Maio de 2007 às 19:55
Espétacular, e então da forma como o Piteira o disse ainda melhor...

Alexandre Santos


De raquel a 10 de Maio de 2007 às 21:13
sim. a performance do luis foi de facto espectacular. gostei sim sr! *


Comentar post

O Autor

Pesquisa

 

Setembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27

28
29
30


Últimas obras publicadas

Trabalho em Belém

Por do Sol de Verão

COR CIDADE

David

Piteira de volta... artis...

Valentino

Apresentação

DESPEDIDA ANUNCIADA

...

IntraRail

Arquivos

Setembro 2008

Julho 2008

Abril 2008

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

Participar

Participe neste blog

Visitas a partir de 25 de Janeiro


Contador Gratis