Terça-feira, 26 de Junho de 2007

Desejo Perdido

Dou tudo o que tenho,
Não tenho mais,
Sentimentos ferrenhos
que nunca senti tais.

Mesmo assim o que quero,
aquilo que peço, escapa!
Dou tempo, mais que mero,
Semanas, meses! Tento à socapa...
Nada! Nada! Nada!
O que quero foge num tiro!
Então se é assim, merda
Para tudo isto, que me piro!

Estes meus desejos inúteis,
Guardo-os num cofre!
Eles que se tornem fúteis!
O seu dono já não sofre!

Não os mencionarei,
Nem mais uma vez!
A chave a ti darei,
A quem já dei tudo.
De desejos mudo,
Vês?

Ah quero cá saber
Se aquilo que queria não chegar!
O que mais vou perder?
Se não tenho nada a dar?

Sinto-me pobre do que dei,
Mas quero mais dar.
Pedir? Peço mas, hey!
Escapam-se de mo entregar...

Filipe Barradas (o tal de Anónimo....)

publicado por MrJam às 01:22
| Comentar | Adicionar aos favoritos
|
1 comentário:
De Piteira a 26 de Junho de 2007 às 14:09
estou estupefacto...


Comentar post

O Autor

Pesquisa

 

Setembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27

28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Últimas obras publicadas

Trabalho em Belém

Por do Sol de Verão

COR CIDADE

David

Piteira de volta... artis...

Valentino

Apresentação

DESPEDIDA ANUNCIADA

...

IntraRail

Arquivos

Setembro 2008

Julho 2008

Abril 2008

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

Participar

Participe neste blog

Visitas a partir de 25 de Janeiro


Contador Gratis