Terça-feira, 27 de Fevereiro de 2007

Literatura Neo-naturalista

   
Mijar
   
Mijar faz bem, limpa
Upa upa
Mijar acalma
Mijar desinfecta
Mijar não agride o outro
Mijar deixa-nos na paz
Hula hula
Salvem as baleias
Mijar é sonhar
Mijar é relaxar
É viver duas vidas numa só
Mijar é ter ideias
É molhar as pernas nos concertos
É acalmar
É descontrair
É aliviar
É arruinar a vida às formigas
É acabar com as ervas daninhas
É deitar o excesso
É amar o próximo
É levar a "ureia" á loucura
Mijar de voz baixa
É contaminar as sanitas
É um mijo morto
Um mijo... de fininho
Sai sem querer
Ou estrondoso
Como um bébé...
Que se molha a si mesmo:
Muita vontade de mijar
Repuxo
Mijar à pedreiro... é fazer amarelas as paredes
Água e mais água contaminada
É dar cheiro ás grandes cidades
Ah... ah... mijar
É limpar com água suja
Sem ti como seria. A vida
Seria má
Seria uma miséria
Sem graça. Numa penumbra de tédio
Como aliviaríamos o stress?
Em declínio. Sem torneirinhas pelo mundo
Como é que nos poderíamos sentir mais aliviadas?
Em mangueiras cintilantes a levantar no ar.
Mijar é o que mais nos alivia
Muito brilho
Muita luz reflectia
Moral de vida
Arco iris e mijo
Mijar é viver....
Ou viver é mijar?
       
Ana Figueiredo e Sandra Caleiro

publicado por Piteira às 20:31
| Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 16 de Fevereiro de 2007

Comunicação

Em 1º saliento a fasquia das 500 visitas. Muito obrigado a todos.

Em 2º vem a promessa de uma curta metragem muito em breve bem como de outro tipo de arte que será a escultura em ferro.

Bem hajam, e muito obrigado a todos mais uma vez, aos que expõem e aos que visitam.


publicado por Piteira às 21:55
| Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
Domingo, 4 de Fevereiro de 2007

J. Cruz no artoriginal

J. Cruz, da ceifa dos alunos de arte da G.P ., pretende renovar o conceito de traçado. Mostra-se um sonhador, fã dos arquitectos mais espectaculares. E talvez aquela preguiça deliciosa o ajude no seu trabalho quase auto didacta .

 

 

 

 

"Ela"

Esferográfica sobre papel


publicado por Piteira às 00:50
| Comentar | Adicionar aos favoritos
Sábado, 3 de Fevereiro de 2007

Fotografia

"Reflexo das consciências"

Alexandre Santos


publicado por Piteira às 11:29
| Comentar | Adicionar aos favoritos

Poesia vanguardista

Puritano

Principalmente principesco... estupidesco arcaico possuinte de prototipos inflamescentes fodilhaicos...
conheces o meu chapéu? é como ele sou... eu... determinado a ter liberdade determinadamente livre...
não partilho teorias... sou correcto...
protagoniza protagoniza que eu escrevo em notas... suborna!
é o programa dos macacos, sê ventriloco e doa as tuas visceras podes ser bem vindo às minhas mas não as partilho, sê puritano... propano como gasoso arenoso viscoso pomposo peloso estupidoso...
a tua cabeça está no peito? porquê? se pensas lentamente estás a fazer yoga? morres de coma? os autistas bombeiam para onde? pensa nisto se não morres... pensa rápido enche-te de adrenalina...
desce a stamina...
pertenço ao limbo, és cristo?

 

André Pinto


publicado por Piteira às 11:19
| Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 2 de Fevereiro de 2007

Dança no artoriginal

"A escola de ballet da Associação Cultural e Recreativa Alcaçovense já é uma actividade que vem sendo praticada há 10 anos. Esta actividade tem alunas desde os 4 até aos 19 anos de idade. Todos os anos, a escola apresenta trabalhos que demonstram o desenvolvimento da actividade devido à professora Elsa Aleixo. O último espectáculo, dançado pelas alunas mais velhas, teve como nome “Mundo de Mulher”. Foi um grande trabalho que resultou num espectáculo de grande sucesso."


publicado por Piteira às 16:26
| Comentar | Ver comentários (5) | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 1 de Fevereiro de 2007

Coisas da vida de quem cria

"«Anda cá. Tens dois minutos? Ou fazem-te falta? Sabes o que faz realmente falta? Mais loucura. Mais malucos. Não os 'grandes malucos' mas os verdadeiros e as verdadeiras. Aqueles que perdem tempo para falar com os pombos; que vêem quadros onde os outros só vêem paredes; os aventureiros e as aventureiras que acreditam, ainda, haver qualquer coisa no fim do arco-íris. O verdadeiro poder é tu decidires o mundo á tua volta; questionar o estabelecido, as certezas e os costumes, para acreditar que tudo pode ser diferente. É preciso mais absurdo, mais ideias insensatas. Cinco bailarinas a jogar á bola de tutu cor de rosa. Passeios cobertos com relva e flores. Ou, muito simplesmente, trepar a uma árvore quando te apetece. Tu é que mandas. Se gostas de música pirosa, gostas e pronto. queres cantar alto no meio da rua, deixa-te ir. Se preferes não dar muito nas vistas, anda nas calmas. È preciso rirmos e dançarmos e darmos abraços e beijinhos. O importante é levarmos tudo mais a brincar; até as coisa sérias.»

Copiei este texto de um postal da vodafone e resolvi enviar a todos os meus amigos.
beijinhos e CARPE DIEM! ana lu"


publicado por Piteira às 19:40
| Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos

O Autor

Pesquisa

 

Setembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27

28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Últimas obras publicadas

Trabalho em Belém

Por do Sol de Verão

COR CIDADE

David

Piteira de volta... artis...

Valentino

Apresentação

DESPEDIDA ANUNCIADA

...

IntraRail

Arquivos

Setembro 2008

Julho 2008

Abril 2008

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

Participar

Participe neste blog

Visitas a partir de 25 de Janeiro


Contador Gratis